Dar adeus às lâminas, ceras e afins e colocar a roupa que quiser sem precisar se preocupar se os pelos estão aparentes. Com a ajuda da depilação definitiva, esse sonho pode se tornar real.

Depilação a laser

Indicação: apesar de quanto mais escuro e grosso for o pelo melhor o resultado, a técnica pode, sim, ser feita por quem tem pelos finos, pele morena ou negra, porem nestes casos serão necessárias mais sessões e a chance de ter queimaduras e manchas é maior.

Como é: o laser produz um feixe de luz altamente concentrado que é absorvido pelo pigmento localizado na raiz do pelo. O efeito desta energia sobre o folículo piloso é capaz de danificá-lo, retardando ou evitando a produção de um novo fio. É importante ressaltar que os pelos não caem na hora, já que o laser age até a raiz, clareia e enfraquece os pelos, que demoram de 10 a 15 dias para caírem depois da primeira sessão.

Número de sessões: oito, em média, com intervalo mensal entre cada uma delas.

Resultado: segundo a esteticista Mônica Silva, em média, de 70% a 80% dos pelos são destruídos ao final do tratamento e 20% a 30% remanescentes nascem mais devagar e mais finos. Por isso recomenda-se uma sessão de manutenção semestral ou anual, de acordo com a necessidade de cada paciente.

Depilação com luz intensa pulsada

Indicação: pelos escuros. É contraindicado para peles negras devido á afinidade da luz com a cor e se aplicado nesse tipo de derme pode levar a queimaduras.

Como é: ‘’a luz captada através do pigmento natural do pelo é convertida em calor, enfraquecendo progressivamente os folículos pilosos e inibindo seu crescimento do pelo’’ diz a esteticista e cosmetóloga Mônica Silva.

Número de sessões: de seis a dez sessões, com intervalos de 20 a 30 dias entre cada uma delas.

Resultado: é observado a partir da primeira sessão quando há redução progressiva dos pelos. A manutenção pode ser realizada com um intervalo de seis a doze meses, dependendo da pessoa.