Pré e Pós-Operatório

Embora pareça desnecessário para alguns cirurgiões, o tratamento antes da cirurgia plástica é de extrema importância na reabilitação do paciente operado. Num atendimento de pré-operatório, avaliaremos vários fatores que estejam relacionados à disfunção estética, dentre eles retrações musculares, deformidades articulares, desvios posturais que levam a alguma alteração estética e funcional, por exemplo, desvios de coluna que causam protusão do abdómen, e outros. Neste último exemplo, verificamos que de nada adiantará tratar este abdómen cirurgicamente se a postura não for corrigida, pois a protusão poderá persistir.

Outra abordagem de grande importância antes do ato operatório é a avaliação de cirurgias plásticas realizadas anteriormente. Avaliamos a presença de fibrose e aderências, pois se sabe que as fibroses podem permanecer nos tecidos por anos. Pacientes com presença de fibroses antigas que sofrem nova intervenção cirúrgica têm maior probabilidade de desenvolver irregularidades, uma vez que o tecido cicatricial anterior ainda não foi tratado; teremos então duas vezes mais tecido cicatricial. Alguns cirurgiões não operam pacientes com fibroses. Eles encaminham para tratamento para que, após a normalização do tecido, possam sofrer nova intervenção cirúrgica.

Avaliamos também as condições circulatórias dos pacientes, estabelecendo presença de alterações como edemas/linfedemas, e também complicações secundárias como o fibro-edema gelóide (celulite). Neste último exemplo, prevenimos o paciente que certo procedimentos cirúrgicos como a lipoaspiração, certamente não irão solucionar o problema da celulite. Na verdade, poderá amenizar ou até agravar, dependendo do tipo de celulite. Estas avaliações são realizadas no pré-operatório e as orientações e tratamentos deverão ocorrer por ocasião do tratamento antes da cirurgia.

A drenagem linfática pré-operatória permite melhores condições de circulação sanguínea e linfática, bem como prepara o paciente para a recuperação pós-cirúrgica. De uma forma geral, o pré-operatório funciona também como orientação para o paciente. É neste momento que preparamos o mesmo para a cirurgia, é onde conhecemos suas alterações e limitações e começamos a traçar o plano de tratamento pós-cirúrgico.

Pós Operatório

PÓS-OPERATÓRIO
Como se observa na prática clínica, pacientes em pós-operatório de cirurgias plásticas apresentam grande ansiedade por resultados. A aparência dos tecidos após a intervenção cirúrgica desanima e entristece o paciente que sente muita dor devido à grande quantidade de edema e inflamação, que participam do processo de reparo.

O pós-operatório, quando bem realizado, pode diminuir o tempo de repouso, restaurar a funcionalidade e acelerar a recuperação, possibilitando a reintegração do individuo em suas atividades sociais.

Atuará prevenindo a formação de aderências, principal fator agravante no pós-operatório, pois estas aderências impedem o fluxo normal de sangue e linfa, aumentando ainda mais o quadro edematoso, retardando a recuperação.

Para efetividade do tratamento, é necessário o entendimento das fases do reparo tecidual, e a observação de suas características clínicas, e não de datas específicas, pois os pacientes de cirurgia plástica apresentam grande variação de evolução no pós-operatório.

Sessão: 1h / 1h30

Surpreenda-se com a nossa técnica exclusiva e agende agora mesmo sua avaliação!

(11) 3774-6412 / (11) 97689-5893 (WhatsApp) contato@monicasilva.com.br
Horário de Atendimento: De segunda a sexta das 7h as 21h e aos sábados das 8h as 18h



Conheça nossos Planos de Beleza!